"A meta final do JUDÔ KODOKAN é o aperfeiçoamento do indivíduo por si mesmo, desenvolvendo um espírito que deve buscar a verdade através de esforço constante e da sua total abnegação, para contribuir na prosperidade e no bem estar da raça humana" "Nada sob o céu é mais importante que a educação. Os ensinamentos de uma pessoa virtuosa podem influênciar uma multidão; aquilo que foi bem aprendido por uma geração pode ser transmitidas a outras cem." Jigoro Kano

CAPOEIRA VS JUJUTSU



Em 1904. A Marinha de Guerra do Brasil tinha acabado de contratar, diretamente do Japão, um grande campeão e professor de ju-jutsu, o japonês Sada Miyako. Foi o que bastou para despertar, em atuante grupo de acadêmicos de medicina, a idéia de um tira-teima com a capoeiragem brasileira. Apresentaram, como oponente ao japonês, o campista (Município de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro), o Senhor Francisco da Silva Cyríaco, mais conhecido como Cyríaco Macaco Velho. Francisco da Silva, mestre de vários desses universitários, era considerado um dos maiores, senão o maior capoeira brasileiro da época.
Depois de natural relutância, autoridades (inclusive autoridades militares) e o Sr. Pachoal Segreto, proprietário-administrador do Pavilhão Internacional, resolveram aceitar o desafio.
Em muito pouco tempo, Brasil e Japão tomaram conhecimento do resultado da luta. Cyriaco, com surpreendente rabo-de-arraia vencera o campeão que, perplexo, não aceitou a revanche que, ainda no tablado, lhe foi oferecida pelo capoeira.
Na verdade Miyaco esportivamente estendera-lhe a mão para comprimentar o capoeirista, entroca recebeu um violento golpe de caporira e acabou perdendo a luta devido o golpe desleal.

A foto publicada pela Careta é prova absoluta do combate,O fato é que esta matéria da Careta é marcante. Até pelo fato de ter registrado o confronto de Mestre Cyríaco com o campeão japonês Sada Miyako, contratado pela Marinha de Guerra do Brasil. Confronto oficial, formal, fartamente divulgado pela mídia, com bilheteria, e que contou com a presença de aficionados de luta, da sociedade em geral e de autoridades públicas da então Capital Federal. O que joga por terra, entre outras coisas, a "folclórica" versão que, muitos anos mais tarde, Getúlio Vargas, impressionado com um jogo de capoeira, assinou decreto liberando sua prática.exemplar da famosa Revista Careta, de 29 de maio de 1909.




CAPOEIRA VS JIU-JITSU BRASILEIRO


1915 outubro apresentação em belem no Bar Paraense (era um Cine tetro e bar localizado dentro da Fabrica de cerveja Paraense CERPA - localizado na avenida da Independencia hoje é um conjunto habitacional com nome de independencia no centro de Belémaconteceu um confronto envolvendo o judô e a capoeira, o japonês do Kodokan, o satake( amigo de Koma) lutou contra o capoeirista pé de bola e venceu a luta por imobilização, ou seja nao foi o Conde Koma que lutou com o Pé de Bola como relata o stanley Virgilio em seu livroe a mídia do jiu-jitsi no Brasil.
Alguns anos depois um outro combate entre as duas modalidades aconteceu com opatriarca da Familia Gracie, Carlos Gacie acompanhava de perto tudo que aconteciam no mundo das lutas, certo dia ouviu uma história antiga, que o deixou indignado, a respeito de um japonês chamado Sada Miyako que se dizia lutador de jujutsu, e que fora vítima de uma farsa.Antes de iniciar a luta com o capoeirista Cyríaco, muto famoso no Rio dr Janeiro, Miyaco esportivamente estendera-lhe a mão para comprimentar o capoeirista, entroca recebeu um violento golpe de caporira, um forte chute no rosto.
Esse confornto aconteceu em 19904, no Pavilhão Internacional. Ao tomar conhecimento do acontecido, Carlos ficou furioso com o que considerou uma deslealdade.Quando outro famoso capoeirista valente, o estivador Samuel fez referencias desrrespeitosas ao jujutsu, Carlos sentiu-se antingido, viu que era chegada a hora de vingar Sada Miyaco, dando uma lição naquela turma de capoeiristas.
Foi cralos ao jornal e desafiou Samuel.
A luta entre carlos e Samuel foi realizada na Associação Cristã de Moços, o juiz foi um professor de educação físicaFoi uma luta sem regras, porém antes do início da luta, Carlos e Hélio fizeram uma demonstração de jiu-jitsu.
Os relatos afirmam que o Capoeirista Samuel era forte e muito ágil. Carlos exigiu que o mesmo usasse uma camisa para o combate, nos primeiros contatos dos lutadores na luta corpo-a-corpo a camisa se desfez.
Fou uma luta dura, Carlos conseguiu derrubar mas Samuel não era um oponente fácil, Carlos montou e socou muito Samuel, mas o capoeirista reisitia, a luta durou cerca de dez minutos até Carlos aplicar um estrangulamento frontal, desesperado o capoeirista ataca os testículos do jujutsuka o levando a quase desmaiar, se recuperando Carlos encaixou-lhe uma chave de braço, mas Samoel escapou mordendo-lhe a perna.
Novamente Carlos consegue a montada e começa uma seguencia de golpes que por pouco não termina com a vida de Samuel que ersistia mas nda podia fazer para se defender.
O público separa os lutadores e o juiz, apesar de constatar a superioridade do jujutsuka, deu a luta como empate alegando não ter havido uma desistencia de Samuel.



































Manchete Final da Ilustração:

"Cyriaco, como todos sabem, venceu em poucos minutos, no tablado do Concerto Avenida, o até então invencível Miaco, professor japonez da luta jiu-jitsu. Cyriaco, natural de bom gênio, mas destro e conhecedor de capoeiragem como poucos quis repetir a dose, no que não consentiu o japonez vencido. Isto vem provar mais uma vez as vantagens da capoeiragem como exercício, que há longo tempo preconizamos pelas columnas do Jornal do Brasil, vantagens que subiriam mais se fosse methodizado o exercício, expurgados os golpes misteriosos e mortaes". (Revista da Semana, 30 de maio de 1909 - Domingo - Anno IX - 472)









Fonte : http://www.capoeira.jex.com.br/
« Previous
 
Next »
 

0 comentários: